História

2005

Fundação da Mundo A Sorrir. Início dos projetos em Cabo Verde e Guiné-Bissau.

2006

A Mundo a Sorrir obtém pelo IPAD, o estatuto de utilidade pública e é reconhecida como ONGD.


Primeira participação no projeto de Saúde Oral na Ilha do Fogo em Cabo-Verde com a participação de 8 Médicos Dentistas Voluntários e na Guiné Bissau com a participação de 7 Médicos Dentistas voluntários.


Primeira campanha de Saúde Oral em Portugal na "Casa Mãe do Gaiato" em Penafiel. Foram realizadas também 8 ações de prevenção de Saúde Oral em IPSS.

2007

Estabelecidas parcerias fundamentais com a Entrajuda, a Fundação AMI, a Câmara Municipal do Porto, a ISU Ação de formação em Voluntariado, a Casa Emanuel e o Ministério da Saúde da Guiné-Bissau.


Realizadas campanhas de Saúde Oral nas escolas e bairros sociais dos centros urbanos de Lisboa e Porto, abrangendo cerca de 2.000 crianças.


O projeto "Changing Smiles in Guinea-Bissau" apoiado pela Federação Dentária Internacional (FDI) realizou mais de 800 tratamentos.

2008

A Mundo a Sorrir torna-se membro da FDI.


A Mundo a Sorrir cria uma clínica dentária, inserida no complexo hospitalar da Casa Emanuel na Guiné-Bissau e faz um projeto em parceria com a AMI, continuando a sua atuação em Cabo Verde.


O Programa EDP Solidária atribuí o prémio no valor de 50.000€ para a criação do projeto Centro de Apoio A Saúde Oral.

2009

Inaugurada a Clínica Dentária de Saúde Oral - (CASO) apoiada pela Fundação EDP e celebradas parcerias com o Alto Comissariado da Saúde e Santa Casa Misericórdia do Porto.


O projeto "S.O.S Rodas" (Saúde Oral Sobre Rodas) desencadeia campanhas de Saúde Oral em mais de 50 escolas no distrito do Porto, abrangendo mais de 11 mil crianças.


A Mundo a Sorrir é selecionada em 750 candidaturas pela Youth Action Net Foundation (U.S.A.) para integrar a rede mundial de líderes sociais.


A Mundo a Sorrir é inserida no "Roteiro para a Juventude" da Presidência da República Portuguesa, realçando os bons exemplos e boas iniciativas.

2010

Iniciado o projeto "Reabilitação Oral - Sorrir Sem Medo", apoiado pelo Alto-Comissariado da Saúde (A.C.S) que visa promover a reabilitação oral em pacientes com doenças mentais.


Iniciado o projeto "Vamos Ajudar a Sorrir", apoiado pela Direção Geral da Saúde que visa a promoção de cuidados orais nas escolas de intervenção prioritária.


Atribuído o prémio: "Melhor projeto do ano" ao projeto "Mimos e Sorrisos", pela revista Saúde Oral.


Assinado novo protocolo com o Centro Sócio-Sanitário S.Francesco, com o objetivo de iniciar o projeto "Fogo a Sorrir" em Cabo Verde.

2011

Iniciado o 1º projeto no interior do País "Sorrir de Norte a Sul" onde 10 meses comprovaram a necessidade de intervir nestas áreas geográficas do país.


Pela 1ª vez, na ilha do Fogo em Cabo-Verde, a Mundo a Sorrir integra higienista orais e desenvolve um projeto de prevenção e promoção de Saúde.


A Mundo a Sorrir é mais uma vez premiada e é distinguida com o prémio Cidadania.

2012

A Mundo a Sorrir estabelece protocolo com Entrajuda e desenvolvem conjuntamente o projeto "Dr. Risadas".


Inicia-se o projeto "Sorrisos Porta a Porta" (SPP) que vence o prémio CIS - Fundação Porto Social.


A universidade de Georgetown realiza um processo de consultoria à Mundo a Sorrir.


Distinções obtidas: Prémio Mulher Ativa, a Mariana Dolores, Vice-Presidente da Mundo A Sorrir.

2013

A Fundação Manuel António da Mota passa a ser mecenas do projeto "Centro de Apoio a Saúde Oral".


O Projeto "Sorrissos de Porta em Porta" vence o prémio BPI Séniores e passa a abranger todo o território continental.


Lançado o novo projeto internacional em São Tomé e Príncipe.

2014

Grupo PROEF estabeleceu um acordo de parceria com a Mundo A Sorrir, no âmbito da cedência gratuita de um espaço, na Foz do Douro, para a o funcionamento da sede da organização. Este teve a duração de 2 anos. 


Em Outubro de 2014, a Mundo A Sorrir renovou a sua imagem e entrou em contagem decrescente para assinalar os 10 anos da fundação da organização, em 2005. 


Na Assembleia Geral de 17 de Novembro de 2014, foram eleitos os Corpos Sociais para o quadriénio 2014/2018. 


No final de 2014, a equipa era composta por 369 voluntários e 36 colaboradores permanentes. 


Dá-se início ao projeto “Programa de Inclusão para a Vida Saudável” (PIVS). 


Distinções obtidas: INSEAD Empreendedorismo Social.

2015

Ao longo de 2015 a Mundo A Sorrir estabeleceu parceria com 421 instituições, entre as quais Autarquias, IPSS´s e ONG´s, e Escolas.


Em 2015 a Mundo A Sorrir comemorou 10 anos de existência. 


Em 18 de abril de 2015, a Mundo A Sorrir inaugurou o projeto “Braga a Sorrir”, em parceria com a Câmara Municipal de Braga.


Em 10 de junho, Miguel Pavão, Presidente da Mundo a Sorrir, foi condecorado com a Ordem do Mérito (Oficial), pelo Presidente da República na Sessão Solene comemorativa do dia de Portugal, de Camões e das Comunidades Portuguesas, em Lamego.


Termina o projeto “Programa de Inclusão para a Vida Saudável” (PIVS), que recebeu o Prémio “Solidariedade Social Saúde Oral” da Revista Saúde Oral.


No final do ano de 2015, a sede da Mundo A Sorrir passou a ter instalações no Centro de Inovação Social do Porto, situação na Quinta da Bonjóia.


No final de 2015 a equipa da Mundo A Sorrir era composta por 408 voluntários e 18 colaboradores permanentes.

2016

Lançamento do 1º Boletim em parceria com a Revista Visão e a Jaba Recordati, com a participação especial do Eng. António Guterres.


Assinalam-se 10 anos do projeto " Saúde a Sorrir" na Guiné-Bissau

O projeto Aprender a Ser Saudável é implementado, pela primeira vez, no arquipélago dos Bijagós. 


A Mundo A Sorrir integra o Consórcio Porto4Ageing e Oral Health Working Group WFPHA. 


No final de 2016, a equipa da Mundo A Sorrir era composta por 124 voluntários e 22 colaboradores permanentes.

2017

Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, visita a sede da Mundo A Sorrir.


Realizou-se a primeira missão do Projeto Aqua: Water4Health.


Reforço do Projeto Aprender A Ser Saudável a nível nacional e internacional. 


Mundo A Sorrir celebra 11 anos de intervenção na Guiné-Bissau.